Olhar atento ao consumidor de seguros

28 de Setembro de 2018

Olhar atento ao consumidor de seguros

CNseg promove 8ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros

titleA vice-presidente da CNseg e presidente da FenaSaúde, Solange Beatriz Palheiro Mendes, fala, do púlpito, à plateia. Na mesa, da esquerda para a direita, o presidente do Sindseg-SP, Mauro Batista; o superintendente da Susep, Joaquim Mendanha; a secretária Nacional do Consumidor da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, Ana Lúcia Kenickel Vasconcelos, e o diretor-presidente substituto da ANS, Leandro Fonseca da Silva

Auditório lotado e plenárias a todo vapor. Foi esse o clima da 8ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros, dia 26 de setembro, em São Paulo. O evento, realizado pela Confederação das Seguradoras (CNseg), trouxe para o debate a importância do aprimoramento das relações de consumo, a falácia da racionalidade e o comportamento do consumidor, inovação e tecnologia, papel das Ouvidorias e diálogo das empresas com os órgãos de defesa do consumidor.

Em sua mensagem, o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, afirma que é preciso comemorar os avanços do setor nas relações com o consumidor, “temos progredido para adotar as melhores práticas nessa área e para o melhor entendimento do consumidor sobre o setor e seus produtos.”

"O consumidor é a razão de ser do nosso negócio", afirmou a vice-presidente da CNseg e presidente da FenaSaúde, Solange Beatriz Palheiro Mendes. A busca em atender as expectativas e demandas do consumidor é um dos pilares que sustentam e mantém o equilíbrio das empresas. O presidente do Sindicato das Seguradoras, Previdência e Capitalização do estado de São Paulo (Sindseg-SP), Mauro Batista, falou sobre a necessidade do setor segurador em mostrar a positividade da sua atividade e frisou que o consumidor precisa ser cativado também.

O engajamento dos órgãos reguladores

O Superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Joaquim Mendanha, destacou a promoção do diálogo com as ouvidorias, enquanto o diretor-presidente substituto da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Leandro Fonseca da Silva, afirmou que o consumidor está agora mais protegido por conta do marco regulatório da saúde suplementar e criação do órgão. Ele disse ainda que mais de 2/3 das ligações que a Agência recebe não é referente a reclamações e sim de consumidores querendo obter mais informações.

Assuntos variados e transversais

As plenárias da Conferência se dividiram em temáticas como o comportamento do consumidor, tecnologia aplicada nas relações de consumo, importância das ouvidorias e a relevância do trabalho conjunto entre Procons e Seguradoras. O presidente da Comissão Jurídica da CNseg, Washington Luís da Silva, comentou que o setor está cada vez mais atento ao consumidor. A interface do consumo auxilia no contínuo crescimento do setor que se faz presente no desenvolvimento econômico brasileiro e representa mais de 6,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

Lançamentos da CNseg

O evento contou com o lançamento de três materiais produzidos pela CNseg:  o Folder do Colóquio de Proteção do Consumidor de Seguros, o Relatório de Atividades das Ouvidorias 2017 e o Livreto Canais de Atendimento. Para a confecção do relatório foram ouvidas 57 empresas e coletadas 144 mil demandas de Ouvidoria.

O livreto Canais de Atendimento faz parte do Programa de Educação em Seguros. Veja ao lado a entrevista exclusiva com o presidente da Comissão de Ouvidoria da CNseg, Silas Rivelle, sobre a importância da publicação.

 

*Permitida a reprodução desse material, desde que citada a fonte
© Copyright 2016 | FenaSaúde | Rua Senador Dantas 74, 8º andar - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20031-205 | Tel. 21 2510 7777