Voltar ao topo

Fórum da FenaSaúde vai discutir mudanças que garantam a sustentabilidade da saúde suplementar

Evento acontece pela primeira vez em Brasília e terá a participação de representantes do Poder Executivo e do Legislativo

26 de Setembro de 2019 - Planos de Saúde

O 5° Fórum FenaSaúde, com o tema “Novos Rumos da Saúde Suplementar” será realizado em 24 de outubro, em Brasília, com a missão de discutir propostas para tornar o setor sustentável e garantir que mais brasileiros possam ter acesso aos planos de saúde. Nos últimos 5 anos, cerca de 3,5 milhões de beneficiários deixaram o mercado privado.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fará a abertura do evento com a palestra magna “O desafio da saúde suplementar na ampliação do acesso da população aos serviços de saúde”. Também confirmado, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, abordará as particularidades do “Sistema de saúde no Brasil e o papel do judiciário”.

Um dos objetivos do Fórum é fazer um balanço dos 20 anos da promulgação da Lei 9656/98, que regula o setor, e discutir a modernização necessária para atender as necessidades de beneficiários,  operadoras e prestadores de serviços. Nesse sentido, serão debatidas formas de unir toda a cadeia do sistema de saúde diante de um cenário que combina diminuição de recursos do SUS e perda de beneficiários de planos privados devido à queda na renda e ao desemprego.

Para Vera Valente, o evento pretende sensibilizar os principais formuladores de política no país às propostas para garantir a sustentabilidade do setor de saúde suplementar. “Nosso cenário é desafiador. Combina a maior longevidade da população, a restrição financeira do setor público, das famílias e das empresas, além da alta crescente dos custos, da judicialização, da importância da análise do custo-efetividade na incorporação de novas tecnologias”, destaca a Diretora executiva da FenaSaúde.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS