Voltar ao topo

Despesa assistencial histórica reflete no reajuste dos planos de saúde

17 de Maio de 2022 - Mitos e Verdades

Esta semana, a série Mitos e Verdades – ação de comunicação voltada a desmistificar temas que envolvem o funcionamento da saúde suplementar – esclarece que, em 2021, a sinistralidade bateu recorde    ( 87%, segundo a ANS) e as despesas assistenciais foram as maiores da história: R$ 207 bilhões.

Para este ano, estima-se que o aumento dos planos de saúde reflita esse aumento das despesas assistenciais com atendimento a beneficiários, que subiram 24%. O aumento no preço de medicamentos e insumos médicos, a forte retomada dos procedimentos eletivos, o impacto de tratamentos de Covid longa e a incorporação de novas coberturas obrigatórias também vão influenciar o cálculo do reajuste.

Também vale destacar que o país enfrenta a maior inflação dos últimos 19 anos. Isso afeta diversos setores de atividade econômica, incluindo o mercado de planos de saúde.

2022_05_16 Despesas e sinistralidade recordes copiar.png

>> Clique aqui para ver os outros mitos e verdades

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público