Voltar ao topo

Enxaguante bucal não substitui escovação

Confira nesta edição do Mitos e Verdades

08 de Fevereiro de 2022 - Mitos e Verdades

Esta semana, a série Mitos e Verdades - ação de comunicação voltada a esclarecer e desmistificar temas que envolvem o funcionamento da saúde suplementar – esclarece que o uso de enxaguante bucal, também conhecido como antisséptico bucal, não exclui a necessidade de escovação. A escovação é imprescindível para remover a placa bacteriana e os resíduos alimentares. O uso do fio dental deve complementá-la e o enxaguante deve ser usado conforme a necessidade de cada indivíduo e segundo prescrição do dentista.

Além do autocuidado, os planos odontológicos são importantes aliados na manutenção da saúde bucal. Eles cobrem consultas, atendimentos de urgência e emergência; raios-X; tratamento de canal; tratamento de gengiva; limpeza; restaurações; cirurgias; extrações; entre outros procedimentos.

Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar indicam que, atualmente, há mais de 29,2 milhões de beneficiários de planos odontológicos no país. Mesmo durante a pandemia, a procura por planos odontológicos continuou se intensificando. Em 2021, foi registrado aumento de 2.563.104 beneficiários em um ano – o que representa 9,61% de crescimento no período.

2022_02_07 Enxaguatorio Bucal.jpg

>> Clique aqui para acessar a página sobre Mitos e Verdades

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público